Tanto faz

 

tanto-faz

“Eu sou o dono e senhor do meu destino. Eu sou o comandante da minha alma”

William E. Henley

Era um sábado e eu deitada na cama conversando com minha filha. Em um determinado momento lhe perguntei algo e ela me responde: tanto faz.

Olhei para ele e falei: como assim tanto faz? Tanto faz azul ou vermelho, doce ou salgado, rir ou chorar, dormir ou dançar, estudar ou trabalhar, viver ou morrer.
É inerente ao ser humano fazer escolhas. Estamos fazendo escolhas a todo momento desde a hora que acordamos até a hora que vamos dormir. Tanto nas coisas mais simples do dia a dia como escolher a roupa que vamos vestir, o sapato que iremos usar, qual caminho ir para o trabalho, para a escola, até as mais difíceis como qual profissão seguir.

Assim temos também a liberdade de decidirmos como vamos colocar em prática cada escolha. Se com prazer e leveza enxergando em cada situação o lado bom e o que a vida está querendo nos ensinar em cada situação, ou se vamos fazer de nosso dia a dia um fardo a carregar como se o mundo estivesse sempre em débito com a gente.
Ás vezes preferimos deixar por conta do acaso ou o que é pior, deixarmos que outras pessoas decidam por nós. Abrimos mão de decidirmos qual caminho seguir para ficar sentado esperando que alguém nos diga o que fazer, como fazer e quando fazer.
Pode até parecer mais fácil transferir para o outro a responsabilidade de nossas escolhas, pois se não der certo a culpa não é nossa e sim de quem fez as escolhas por nós. Assim achamos que estamos nos livrando da responsabilidade, caso não dê certo.

Ainda somos os primeiros a apontar o dedo para o “culpado” e achamos que estamos saindo ilesos.
É mais fácil transferir a responsabilidade das nossas frustrações e fracassos para o outro, do que assumirmos o controle da nossa vida.
O que não percebemos é que temos o livre arbítrio para fazermos nossas escolhas, e ainda que deixemos por conta do acaso ou transfiramos para outras pessoas, ainda assim estamos exercendo nosso poder de escolhas.
Em qualquer situação somos os únicos e exclusivamente responsáveis pela maneira como nossa vida está sendo conduzida. Mesmo que não façamos nenhuma escolha, essa é a nossa escolha.

Tanto faz. A escolha continua sendo sua.

23/05/2015

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s