Mudança

 

images-mudanca“Nada é permanente, exceto a mudança.”

Heráclito

Aí está uma palavrinha que assusta a maioria das pessoas, essa tal de mudança. Seja no campo profissional, pessoal, familiar. Mesmo quando estamos insatisfeitos, sem estímulo para a vida, dizendo querer viver novas experiências, que nos aconteça algo diferente que dê sentido à nossa existência. Ainda assim preferimos ficar lamentando e nos sentindo pobres coitados sem sorte, que nada de bom acontece, que nasceu pra ser um sofredor e continuar sendo o coadjuvante ao invés de assumir a direção da vida, e ser o protagonista da própria história.

Recuamos com medo de enfrentar o desconhecido. Vivemos agarrados ao conhecido e abrimos mão de vivermos novas experiências, conhecer novos lugares, pessoas e o que é mais assustador, até desistimos de ir atrás dos sonhos por medo de sair da zona de conforto.

Recentemente houve uma mudança de sala em alguns setores no local onde trabalho. O meu ficou de fora, também não sei qual seria minha reação, mas fiquei observando a angústia de colegas por ter que mudar somente de sala. Algumas pessoas paralisaram diante da notícia, outras ficaram atônitas querendo saber o porquê e outras ainda saíram pegando tudo que podiam da antiga sala para levar. Minha cadeira, meu material. Mesmo tendo as mesmas coisas no outro setor, só queremos o que julgamos ser nosso, assim, nos sentiremos mais seguros.

Imagine quando a mudança é pra valer mesmo. Como de local de trabalho ou de cidade, aí a pessoa se desestabiliza mesmo. Fica sem dormir, perde o apetite, ou come em excesso pela ansiedade e muitas vezes até adoece. A mudança assusta tanto que até paralisa.

Sofremos tanto e adoecemos ainda mais porque estamos agarrados a tudo e a todos. Somos possessivos e controladores ao extremo e a qualquer sinal de mudança nosso mundo desaba.

Outro tipo de mudança que assusta muito é no relacionamento a dois. Muitas vezes o casal está fadado a um relacionamento onde não mais existe tesão em estar juntos. Perdeu a admiração, o carinho, o respeito e, que de tão desgastado, não existe nem mais o prazer em conversar. Aliás, não tem nem mais o que conversar. Vivem resmungando um com o outro. Mas mesmo assim preferem viver uma solidão a dois que enfrentar uma mudança e se permitir viver uma nova vida.

Antes o sofrimento do conhecido que o prazer do desconhecido.
Claro que toda mudança gera certo desconforto, ansiedade, apreensão, dificuldades, isso é normal. Mas, nada que se compare ao prazer de se superar, vencer obstáculos, experimentar coisas novas, cair, levantar, chorar, sorrir e acima de tudo, VIVER.

“Não permita que o seu medo seja maior que os seus sonhos”.

Mudança faz parte da vida. Só não muda quem está morto pra vida.
04/09/2016

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s