Turbilhão

Meu corpo estremece
Minha garganta grita
Minha alma floresce
Quando penso no que a vida oferece

Quero ser tantas coisas
Tantas pessoas
Para ter tempo de viver
Várias vidas ao mesmo tempo

Quero ser ardente
Igual a toda essa gente
Sentir-me irreverente
Sendo transparente

A vida é pequena demais
Tenho tanto pra viver
E grande demais
Que não consigo fazer

Não sei se grito, choro ou corro
Meu coração é um turbilhão
De tanta emoção
Paraliso sem ação.

4 comentários sobre “Turbilhão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s