Ditos Populares II

Depois que publiquei Ditos Populares, recebi um comentário de minha sobrinha fazendo referência a dois que tinha ficado de fora e que a gente escuta muito no nosso dia a dia. Pensei em incluir na lista já publicada, mas como tinha deixado de publicar vários, decidi fazer nova publicação e aproveitei para catalogar outros com uma amiga.
Minha amiga ficou de pensar e me enviar posteriormente pelo whats App. Para minha surpresa ela enviou não só os ditados, mas uma reflexão sobre como esses ditados influenciaram a vida dela.
Eis o que ela colocou:
“Você provocou em mim uma imersão no passado. Ocorreu-me que esses ditados ouvidos por anos a fio, especialmente nas fases da vida em que estamos mais influenciáveis (infância e adolescência) e por pessoas pelas quais tínhamos respeito, devem ter tido uma influência muito forte na nossa formação. Alguns deles se fossem ditos de maneira diferente talvez eu fosse outra pessoa hoje”.
Acredito sim, que esses ditados que escutamos ao longo dos anos tiveram influência nas nossas vidas tanto positivamente quanto negativamente, mas acredito também que era a maneira que nossos pais tinham de muitas vezes nos alertar prevenindo do mundo que nos aguardava fora de casa.
Com certeza também influenciamos nossos filhos, nem sempre de maneira positiva como gostaríamos, pois depende muito como cada um absorve o que ouve. Um mesmo ditado pode causar resultados diferente em pessoas da mesma família.
Cabe a cada um, tirar o melhor proveito dessa sabedoria popular que influenciou muitas gerações e que encontra guarida nos dias atuais.

Os comentários entre parênteses foram feitos e enviados juntos com outros ditos, pela minha amiga.

“Quem muito se abaixa o fundo aparece” (abaixo à submissão)

“Quanto mais alto, maior o tombo” (ditado pessimista. O que minha amiga ouviu e que a fez sentir medo de subir mais alto.)

“Quanto mais alto, melhor a visão” (ditado otimista. O que gostaria de ter ouvido)

“De boas intenções o inferno está cheio”

“Diga-me que ditados foram incutidos na tua cabeça que te direi quem és.”

“Uma mãe é para cem filhos, cem filhos não é para uma mãe”

“De pequenino é que se torce o pepino”

“Casa de ferreiro espeto de pau”

“Olho no padre, sentido na missa”

“Mais vale um pássaro na mão que dois voando”

“Sofrer para bonita ser”

“Quem dar ao pobre empresta a Deus”

“Quem cospe pra cima cai na cara”

“Uma pessoa prevenida vale por duas”.

“Deus dá o frio conforme o cobertor”

“O que os olhos não vêm o coração não sente”

“Em boca fechada não entra mosquito”

“Quem espera sempre alcança”

“Nem oito nem oitenta”

“Pra baixo todo santo ajuda”

“Apressado come cru”

“Quem tem boca vai a Roma”

“Uma mão lava a outra”

“Antes tarde do que nunca”

“Quem com ferro fere com ferro será ferido”

“Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura”

“Antes só do que mal acompanhado”

“Devagar com o andor que o santo é de barro”

“Em terra de cego quem tem um olho é rei”

“Lobo em pele de cordeiro”

“Matar dois coelhos com uma cajadada só”

“Seguro morreu de velho”

“Para morrer basta estar vivo”

“Peixe morre pela boca”

“Quem cala consente”

“Quem está na chuva é pra se molhar”

“Quem diz o que quer, escuta o que não quer”

Que cada um saiba tirar o melhor proveito desses ensinamentos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s