Máscaras

mascaras

Por que adoecemos tanto? Por que os consultórios e clínicas andam entupidos de gente o tempo inteiro? Quem nunca se perguntou isso?

A vida moderna tem seu bônus e seu ônus, como tudo na vida. Temos a facilidade de comunicação com qualquer pessoa em qualquer parte do mundo; podemos resolver quase tudo pelo celular sem ao menos sair de casa; mas, em compensação adoecemos muito mais. As cobranças e exigências aumentaram muito também.
Começamos o dia correndo de um lado para o outro sempre atrasados para levar filhos na escola, correr para o trabalho (encarando na maioria das vezes algo que não gosta), porém é o que paga melhor.

O consumo desenfreado deixa as pessoas à beira do stress para acompanhar todas as tendências, todos os lançamentos, ter sempre mais e mais mesmo que não precise ou que nem vá usar, mas precisa mostrar para as outras pessoas que possui. Depois precisam trabalhar ainda mais para pagar as contas ou adoecem de preocupação quando não consegue pagar.
Nas relações sociais não é muito diferente, vivemos de aparências. Precisamos mostrar para todo mundo que somos sociáveis, que vamos para todos os eventos, festas e reuniões, mesmo sem vontade, muitas vezes somente para agradar ou corresponder às expectativas que criaram ao nosso respeito.

Quantas vezes você está sonhando com o final de semana para descansar e aí surgem os compromissos sociais. Você que até então estava querendo ficar em casa e relaxar, se sente na obrigação de fazer o que se espera de você. Então põe uma linda máscara de sorriso no rosto e vai para não desapontar o outro, mesmo contra sua vontade.

Vivemos mais para agradar, para mostrar, para ser reconhecida e fazer parte do meio social onde o que conta é aparência de que está tudo bem, de que você é feliz e que gosta de todos e todos gostam de você.

Sinceridade hoje em dia é visto como grosseria ou falta de consideração. E para não sermos mal interpretados vamos empurrando com a barriga e fingindo que está tudo bem.

Podemos ser sinceros e educados. Não precisa ser grosseiro ao recusar um convite. O que não devemos é fazer somente algo para agradar quando está lhe desagradando. Num dia a dia de desgaste, stress, aparência e agressão consigo mesmo, o corpo adoece, não aguenta tanto conflito interno.

Sinceridade com você e com o próximo torna a vida verdadeira e mais saudável. Não precisamos de máscaras, precisamos de sinceridade com amorosidade, olho no olho com ternura. Precisamos assumir quem somos e o que queremos da vida. Nossas vontades, nossas fragilidades, nossos medos e inseguranças. Quando assumimos quem somos, tiramos um peso dos ombros, ficamos mais leve e feliz, nos tornamos mais humanos e sensíveis para nos colocarmos no lugar do outro e entender quando ele simplesmente não pode corresponder nossas expectativas.

2 comentários sobre “Máscaras

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s