Comparações

 

comparação I

 

 

“Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é”
Caetano Veloso

 

 

A comparação é uma das maiores causas do sofrimento humano. As pessoas passam boa parte de suas vidas se comparando com o outro, seja no físico, na inteligência ou na situação financeira. Nada vai adiantar ficar se torturando, minguando sua energia e sua felicidade por algo que não é seu.

Queremos a felicidade, mas só temos a atitude de afastá-la fazendo comparações a cada instante, perdendo assim o que temos de mais bonito: nossa unicidade, além de só causar dor, sofrimento e infelicidade.

Os padrões de beleza foram criados por uma sociedade que não consegue enxergar a essência do que é ser belo. A cada época criam novos conceitos de beleza e ficamos querendo nos enquadrar em todas as mudanças. Quando não conseguimos, começamos a nos comparar com as pessoas que foram eleitas como perfeitas.

O belo é ser quem você é. É gostar de você e do seu corpo não importa se com curvas, reto ou recheado; se com estrias ou celulites. O que importa mesmo é ele ser saudável.
Não deixe sua beleza, sua essência, seu jeito único de ser se perder em meio à rigidez que se criou sobre o que é belo.

O universo em sua sabedoria nos fez únicos e incomparáveis para que cada um encontrasse sua beleza, no seu jeito de ser. Assim, ninguém pode ser igual a você e nem você a ninguém. Não busque a perfeição, procure ser feliz. É bem mais fácil, até porque imperfeitos somos todos nós. Que alívio, pois se fôssemos perfeitos seríamos insuportáveis.

Faça as pazes com você, é o melhor presente que pode se dar. Não paralise sua vida comparando o seu cabelo, seu rosto, sua pele ou o que quer seja assim, nunca vai enxergar sua beleza, pois só é capaz de enxergar a verdadeira beleza quem aprende a respeitar e a se gostar do jeito que é. Deixe aflorar o que há de belo na vida: você do jeitinho que é.

Se em algum momento sentir necessidade de mudar algo em você para se sentir bem, mude, faça, nada impede. Mas faça por necessidade sua, não porque outra pessoa acha que deve ou para se enquadrar nos padrões considerados belos. Seja qual for sua opção se olhe no espelho, descubra sua beleza e a valorize, ela é quem faz de você um ser único.

O tempo traz suas marcas e suas limitações, aceitá-las e respeitá-las é sinal de sabedoria. Nada vai adiantar se revoltar por não ter mais a elasticidade na pele ou agilidade de anos atrás. Cada fase traz uma beleza diferente. Saber valorizar cada etapa da vida e readaptar-se à nova realidade sem perder a essência é sentir que ela vale a pena ser vivida com toda sua intensidade, não importa o momento.

Valorize sua beleza, siga seu estilo de vida, crie sua própria moda de acordo com o que gosta de usar. Não existe padrão, regra nem tendência a serem seguidos. Você é quem as faz.

6 comentários sobre “Comparações

  1. Olá Maria Olga, tudo bem? Gostei da tua explanação, muito realística. A busca de enquadramento nos “padrões” é mesmo uma estrada sem fim, totalmente improdutiva; e como tu bem o disseste, nos desvia daquilo que temos de mais belo: nossa singularidade.
    Que possamos, cada um de nós, olhar com carinho para nós mesmos e encontrar esse diferencial que nos torna tão valiosos! Grande abraço, Fernanda.

    Curtido por 2 pessoas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s